Territórios, cidades e identidades africanas em movimento

Autores

Andréia Moassab
Marina Berthet

Palavras-chave:

África, Arquitetura, Urbanismo, Urbanização

Sinopse

O livro “Território, Cidades e Identidades Africanas em Movimento”, organizado por Andréia Moassab e Marina Berthet, tem como principal objetivo integrar a discussão sobre urbanização e globalização a partir do continente africano. A hipótese central deste trabalho é uma reelaboração do pensamento crítico sobre cidades africanas, numa perspectiva de que os diálogos do Sul, entre África e América Latina, podem apresentar soluções criativas e adequadas para os contextos locais. Ao buscar respostas no continente africano e propor um debate em sintonia com esta realidade, as organizadoras vislumbram outros parâmetros de análise para as cidades mundiais, em detrimento dos usuais paradigmas eurocêntricos, definidos por critérios patriarcais, racistas e capitalistas. São oito capítulos, escritos por autoras e autores de vários países, diferentes realidades espaciais locais e sob um ponto de vista multidisciplinar, a partir de várias áreas de conhecimento: Odair Varela, Victor Barros e Redy Lima são pesquisadores caboverdianos das ciências sociais e da história; Celine Veríssimo, Marina Berthet e Alain Kally são estrangeiros radicados no Brasil, com pesquisa sobre Moçambique, São Tomé e Príncipe e Senegal, a partir da arquitetura, da antropologia e da sociologia; e Andréia Moassab e Fernando Ribeiro são brasileiros, sendo que a primeira morou e trabalhou em Cabo Verde, realidade a partir da qual apresenta suas reflexões em arquitetura, e Ribeiro, antropólogo e historiador, tem se dedicado a estudos do Mar Afrasiático. Em diálogo com os textos, chama atenção no livro a obra do artista visual cabo-verdiano César Schofield Cardoso, que ilustra a capa, emprestando uma fotografia da série “Espaços Vacilantes”.

Sobre as organizadoras

Andréia Moassab: arquiteta e urbanista, doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Brasil). Em Cabo Verde, foi coordenadora de investigação do Centro de Investigação em Desenvolvimento Local e Ordenamento de Território da Universidade de Cabo Verde, de 2009 a 2012. Foi também consultora do Ministério do Desenvolvimento, Habitação e Ordenamento do Território e das Nações Unidas. É autora do livro Brasil Periferia(s): a comunicação insurgente do hip-hop (Educ, 2011), finalista no Prêmio Jabuti 2013 na categoria Ciências Humanas. É também autora, com Leo Name, do livro Por um Ensino Insurgente em Arquitetura e Urbanismo (EDUNILA, 2020), eleito o segundo melhor livro do país, em 2021, na área de ciências sociais aplicadas pela ABEU – Associação Brasileira de Editoras Universitárias. Ainda, seus textos integram as coletâneas Rogue Urbanism, publicada na África do Sul, em 2013, e Sub-Saharian Africa: Architectural Guide, publicada na Alemanha em 2020. Desde 2012, é docente na UNILA – Universidade Federal da Integração Latino-Americana, no Brasil. É líder do Grupo de Estudos Multidisciplinares em Urbanismos e Arquiteturas do Sul – MALOCA.

Marina Berthet: antropóloga, atualmente professora de história da África na Universidade Federal Fluminense – UFF (Brasil). Doutora em antropologia social pela Universidade de São Paulo (Brasil). Pesquisadora associada do Centro de Estudos Africanos do Porto (Portugal), com interesses sobre a noção de trabalho forçado e a emigração cabo-verdiana em São Tomé e Príncipe. Trabalha sobre temas relacionados à migração, trabalho forçado, desenvolvimento, cinema e música africanos. Investigadora do Centro de Estudos Africanos do Porto (CEAUp), membro do Núcleo de Estudos Africanos (NEAF/UFF) e do Laboratório de História e Imagem (LABHOI-UFF)

Dados da obra

Ano de publicação: 2022
Organizadoras:  Andréia Moassab; Marina Berthet
Idioma: Português
Número da edição: 1ª
Número de páginas: 177
ISBN: 978-65-86342-32-1

Apoio

conjunto01.png

Capa Territórios, cidades e identidades africanas

Downloads

Publicado

April 10, 2023

Licença

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.